Concurso PCDF: posse para o cargo de agente de polícia é suspensa

Ato foi suspenso após determinação do Tribunal de Contas do DF, que diz “haver a necessidade de ajustes para a nomeação de PCDs”

0
9

Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) mandou suspender a posse dos aprovados para o cargo de agente de polícia referente ao último concurso da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), realizado em 2021.

Conforme explicou a PCDF, no ato que determina a suspensão da posse, o TCDF justifica haver a necessidade de ajustes para a nomeação de pessoas com deficiências (PCDs). O processo tramita na Corte de contas.

Para o cargo de escrivão, no entanto, o fluxo continua o mesmo. De acordo com a corporação, os aprovados no cargo devem se apresentar “primeiramente à policlínica, entre 8h e 12h, e, em seguida, ao Departamento Geral de Pessoas (DGP) da PCDF, entre 13h e 18h. As orientações podem ser consultadas no site oficial da pasta.

Em novembro de 2023, o governador Ibaneis Rocha (MDB) disse que 300 policiais civis e 300 policiais penais aprovados em concursos no Distrito Federal seriam nomeados até dezembro.

Após o anúncio de Ibaneis, o Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) divulgou uma nota na qual expressou “total descontentamento” com a nomeação de 300 policiais, porque foram aprovados 1.950 no concurso.

“Para o sindicato, as 300 nomeações não serão suficientes para cobrir ou amenizar o atual déficit de 62% na corporação, que impacta principalmente os cargos de agente de polícia (3.513 vagas abertas) e escrivão de polícia (682 vagas abertas)”, destacou.

Procurado, o Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) disse que “apura supostas ilegalidades praticadas pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) no âmbito do processo seletivo para o preenchimento de vagas no cargo de agente de polícia, terceira classe, da carreira de PCDF, referente ao edital normativo nº 01/2020”.

Por Jéssica Ribeiro da Metrópoles

Foto: Divulgação / PCDF / Reprodução Metrópoles