Troca da senha de acesso aos computadores do GDF será obrigatória

Servidores vão precisar atualizar senha de acesso ao sistema a cada 90 dias; medida visa reforçar segurança das redes e integridade dos dados

0
26

A partir de 4 de março deste ano, novas regras de segurança serão implementadas no acesso aos computadores de todo o Governo do Distrito Federal (GDF). Os mais de 190 mil servidores ativos que têm acesso à rede distrital deverão mudar a senha de acesso às estações de trabalho a cada 90 dias. A medida visa fortalecer a segurança cibernética em todos os órgãos, garantindo a integridade e confidencialidade das informações e a segurança da rede do GDF.

“Estamos assumindo um comportamento uniforme – ou seja, para todos os servidores públicos do GDF – que já é praxe em muitas empresas e órgãos públicos locais”, explica o secretário-executivo da Informação e Comunicação da Secretaria de Economia (Seec), Wisney Oliveira. Segundo ele, as operações são realizadas em conformidade com princípios e diretrizes da Política de Segurança da Informação e Comunicação do Governo do Distrito Federal (PoSIC) e instituídas pela Norma de Segurança da Informação e Comunicação (NoSIC), de acordo com a Portaria nº 230 de 12 de julho de 2022. 

Os servidores deverão ficar atentos aos critérios básicos de criação de senhas mais seguras. Entre as dicas, estão escolhas que englobem letras maiúsculas e minúsculas, símbolos e números. O gestor lembra que a troca de senhas será sistemática e obrigatória: “Quem não alterar a senha terá o computador bloqueado para acesso à rede. Por isso, contamos com a colaboração de todos os servidores, visando à melhoria na segurança da rede.”

As senhas devem ter, obrigatoriamente, oito caracteres, com três das seguintes categorias: 

→ Letras maiúsculas (A a Z);
→ Letras minúsculas (a a z);
→ Dígitos numéricos decimais (0 a 9);
→  Caracteres especiais não alfanuméricos (~@#$%^&*_-+=’00;<>,?/).

*Com informações da Seec

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/Seec / Reprodução Agência Brasília