Ação leva segurança no trânsito para salas de aula do Distrito Federal

Agentes do DER estiveram no Colégio Moraes Rêgo nesta segunda (19); campanha visita outras seis escolas até 1º de março, impactando mais de 3 mil pessoas

0
33

Nada de português ou matemática. A semana de aula no Colégio Moraes Rêgo começou diferente. A instituição localizada na Asa Sul recebeu, nesta segunda-feira (19), a visita de agentes do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF). Com uma apresentação de teatro, os educadores conscientizaram crianças e professores sobre a importância do respeito às leis de trânsito.

A ação marca a abertura da campanha Volta às Aulas 2024, promovida pela Escola Vivencial de Trânsito (Transitolândia) do DER-DF. Até 1º de março, outras seis escolas públicas e particulares – entre elas, instituições de Sobradinho, Fercal e Plano Piloto – receberão a visita dos agentes, tanto no período matutino quanto no vespertino. Mais de 3 mil alunos e professores devem assistir à peça teatral, voltada para crianças de 6 a 10 anos.

Gerente da Transitolândia, Afonso Dutra explica que a campanha ensina a reconhecer, interpretar e obedecer à sinalização de trânsito, além de abordar temas como o correto uso da faixa de pedestres e a importância dos pequenos passageiros andarem no banco de trás do veículo. “É essencial plantar essa sementinha desde cedo”, observa. “As crianças são grandes difusoras de informação e já fazem parte do trânsito, como pedestres e ciclistas”.

Conscientização

Para a diretora do Colégio Moraes Rêgo, Andreia Falcão, ensinar aos alunos as noções de educação no trânsito é vital para a formação de cidadãos mais comprometidos. “Campanhas como essa têm papel fundamental na redução do número de acidentes”, afirma. “As crianças são agentes da sociedade;  elas podem, em casa, com as famílias, trabalhar conteúdos aprendidos na escola”.

Quem assistiu à peça da Transitolândia garante que a experiência é divertida. “Foi muito legal, gostei bastante”, conta a estudante Olivia Lacerda de Abreu, 10 anos. “Percebi que estou fazendo tudo certinho no trânsito. Dou o sinal de vida na hora de atravessar a faixa, sempre olho para os dois lados… E aprendi que é importante andar no banco da frente só quando a criança tiver 10 anos mesmo, porque aí ela vai ser mais alta, não vai ter perigo”.

Veja, abaixo, escolas vão receber a equipe da Transitolândia

→ Dia 22: Colégio Santa Dorotéia de Brasília, Asa Norte

→ Dia 23: Colégio Santa Rita de Cássia, em Sobradinho

→ Dia 26: Escola Classe 15 de Sobradinho

→ Dia 27: Escola Classe Engenho Velho, na Fercal

→ Dia 29: Centro de Ensino Especial 1 de Brasília, no SGAS

→ 1º/3: Escola Classe Rua do Mato, na Fercal.

Por Carolina Caraballo da Agência Brasília 

Foto: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília