Em apenas um dia, agências do BRB conseguem agendar 3.800 pessoas

Governador Ibaneis Rocha diz que pode ampliar número de agências para melhorar o serviço de agendamento de famílias carentes

0
77

Um total de 3.800 pessoas foram atendidas nesta segunda-feira (12/12), no primeiro dia em que oito agências do Banco de Brasília (BRB) passaram a agendar famílias que buscam benefícios oferecidos por programas sociais do Governo do Distrito Federal. Antes, o agendamento era realizado apenas nos Centros de Referência de Atendimento Social (Cras), mantidos pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).

“Foi uma ação muito eficaz, tendo em vista que a média de tempo das pessoas dentro das agências era de 15 a 20 minutos no máximo”Ana Paula Marra, secretária de Desenvolvimento Social

Diante desse resultado, o governador Ibaneis Rocha declarou que pode ser ampliado o número de agência do BRB que fazem o agendamento das famílias. “Caso essa parceria dê certo, a gente espera expandir o programa para outras agências do Banco de Brasília”, afirmou Ibaneis, ressaltando que o objetivo é oferecer “um atendimento melhor a todas essas famílias”.

As agências do BRB trabalharam ao longo do dia para agendar audiência às 3.800 pessoas beneficiadas, que serão atendidas até o final de dezembro e ainda na primeira semana de janeiro, conforme a Sedes. Houve fila, mas a espera foi curta, segundo Ana Paula Marra, secretária de Desenvolvimento Social.

“Foi uma ação muito eficaz, tendo em vista que a média de tempo das pessoas dentro das agências era de 15 a 20 minutos no máximo”, destacou Ana Paula. “Quem chegou após o meio-dia, praticamente foi logo recebido pela equipe”, ressaltou. Foi o caso de Cleide Roriz, moradora de Ceilândia. “Eu cheguei por volta das 13h e fui logo encaminhada para o agendamento. Em menos de 10 minutos, saí com minha data marcada”, contou.

Estabelecida no fim da semana passada, a parceria entre a Sedes e o BRB tem o objetivo de otimizar os serviços da Rede de Assistência Social do Distrito Federal. Nesta segunda-feira, as agências prestaram somente o serviço de agendamento presencial, sendo que outras ações ainda serão programadas e realizadas posteriormente. Quem não conseguiu comparecer às agências bancárias, pode solicitar agendamento para as unidades socioassistenciais pelo telefone 156 ou pelo site da Sedes.

A mudança da sistemática é uma etapa necessária à ampliação e melhoramento dos meios de agendamento disponíveis à população do DF, que está sendo implementada pela Sedes. Desse modo, não são mais realizados agendamentos diretamente nas unidades do Cras. Contudo, esses centros continuam orientando os beneficiários sobre como proceder o agendamento por meio do site da Sedes.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social do DF

Por Agência Brasília

Foto: Renato Raphael/Sedes / Reprodução Agência Brasília