Usuários do DF são incentivados a atualizarem o cadastro do SUS

Para a Secretaria de Saúde, a manutenção dos dados pessoais em dia é importante para garantir a continuidade dos atendimentos e do acompanhamento individual e familiar

0
102

Se você mudou de endereço ou trocou o número de telefone e não corrigiu as informações no seu cadastro no sistema Estratégia Saúde da Família (ESF), da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES), está na hora de cuidar disso. A pasta reforça que é por meio deste cadastro que o cidadão tem acesso aos serviços de atenção primária, como os atendimentos pelas unidades básicas de saúde (UBSs) e hospitais, e convida todos os usuários a manterem os dados pessoais em dia.

“Assim, é possível manter o acompanhamento dos indivíduos ou dos núcleos familiares e realizar os tratamentos contínuos para doenças como diabetes, hipertensão ou asma”Geandro Dantas, enfermeiro da área técnica da Gesfam

A atualização dos dados pode ser feita na UBS de referência, de acordo com o endereço de moradia atual, onde a equipe designada irá recepcionar e realizar a correção das informações inválidas. Caso seja necessário, é possível consultar a unidade certa para o atendimento por meio do link https://info.saude.df.gov.br/buscasaudedfubs/.

Para o cadastro, são coletadas informações sobre os dados pessoais e sociodemográficos, assim como sobre a situação de moradia e de saúde.

É preciso ter em mãos o comprovante de residência, ou, caso não tenha o documento, uma declaração escrita à mão informando o endereço de moradia; CPF ou cartão do SUS e documento de identidade (RG) ou certidão de nascimento.

Também é importante identificar o responsável domiciliar pelo núcleo familiar, a pessoa que toma as medidas de saúde da família. As informações individuais dos outros integrantes da residência são registradas vinculadas às do responsável.

Após a atualização, um agente comunitário de saúde (ACS) da UBS de referência fará uma visita domiciliar para validação do cadastro.

O enfermeiro da área técnica da Gerência da Estratégia Saúde da Família (Gesfam) Geandro Dantas esclarece que manter o registro atualizado ajuda as equipes de saúde da família a entender as demandas específicas de cada cidadão e oferecer um serviço multidisciplinar e integral direcionado. “Assim, é possível manter o acompanhamento dos indivíduos ou dos núcleos familiares e realizar os tratamentos contínuos para doenças como diabetes, hipertensão ou asma”, explica.

Tipos de registro

Outra maneira de realizar o cadastro e atualizar as informações é por meio dos ACS, profissionais responsáveis pelo acompanhamento dos moradores com visitas domiciliares regulares.

São dois tipos de registro que devem ser feitos: o cadastramento domiciliar e o individual. O primeiro guarda as informações de todo o núcleo familiar, além de vincular os usuários à região de moradia, permitindo a criação de um banco de dados para pesquisa e planejamento das ações de saúde. Já o individual, coleta os dados pessoais de cada cidadão.

Serviço
Atualize seu cadastro no sistema de Estratégia Saúde da Família
– Local: Na UBS de referência. Encontre a sua: https://info.saude.df.gov.br/buscasaudedfubs/
– Documentos: Comprovante de residência, CPF ou cartão do SUS e RG ou certidão de nascimento

*Com informações da Secretaria de Saúde do DF

Por Agência Brasília

Foto: Arte: Secretaria de Saúde-DF / Reprodução Agência Brasília