GDF investe R$ 42 milhões na recuperação do Pistão Sul

Última faixa expressa recebe nova camada de asfalto de 10,8 km de pavimento da via, beneficiando 60 mil motoristas diários

0
38

O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) deu início a uma nova etapa nas obras de recuperação asfáltica do Pistão Sul. Os serviços agora estão concentrados na execução do pavimento da última faixa expressa de rolamento, na altura da saída para a Brasal, próximo à Universidade Católica de Brasília (UCB), sentido Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB).

Com 30 funcionários trabalhando de segunda-feira a sábado, o DER está empenhado na aplicação da nova camada de massa asfáltica que irá revestir a pista. Este é o terceiro estágio do serviço de pavimentação. Antes, os trabalhadores removeram o asfalto antigo e aplicaram a base que dará sustentação e estabilidade ao novo pavimento.

O planejamento prevê a aplicação de 450 toneladas de massa asfáltica apenas neste trecho. Para toda a obra, o DER estima o uso de 50 mil toneladas de asfalto, contemplando 10,8 km de extensão. O investimento total nas obras é de quase R$ 43 milhões, beneficiando diretamente 60 mil motoristas diários.

O engenheiro civil Mozer de Castro, do DER, afirma que, uma vez concluído o asfaltamento do trecho, as frentes de trabalho serão direcionadas para a execução dos cruzamentos. “Concluindo essa etapa, o Pistão Sul já estará com todas as suas pistas expressas recuperadas, restando apenas os entroncamentos e marginais”, destaca.

Para a execução do serviço, foi preciso interditar parte da faixa que passa pela reforma. “Sabemos que isso causa um pequeno transtorno, mas precisamos fazer a restrição no tráfego para que as equipes possam trabalhar”, explica. “A nossa previsão é liberar todas as faixas expressas logo que concluirmos a pavimentação dos trechos”, completa.

Mobilidade e acessibilidade

Em paralelo aos serviços de recuperação asfáltica, as equipes também trabalham na construção de 5,2 km de ciclovias ao longo do Pistão Sul. Com 3 metros de largura, a faixa vai cortar o canteiro central da Estrada Parque Contorno (DF-001), ligando o viaduto da Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB) à Estrada Parque Taguatinga (EPTG). O uso da pista será compartilhado por ciclistas e pedestres.

A sinalização também foi reforçada, com a reforma de 25 faixas de pedestre. Para esse serviço, um investimento de R$ 250 mil viabilizou a aquisição de latas de tinta e microesferas, utilizadas para dar maior visibilidade à travessia.

Por Victor Fuzeira da Agência Brasília

Foto: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília