Recolhimento de resíduos descartados de forma irregular é intensificado

Nas duas primeiras semanas de 2024, o SLU já recolheu mais de 16 mil toneladas, uma média de mais de 1.300 toneladas por dia

0
22

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) intensificou o trabalho de recolhimento de lixo e entulho descartados de forma irregular nas ruas do Distrito Federal. Nessas duas primeiras semanas de 2024, o SLU já recolheu mais de 16 mil toneladas, uma média de mais de 1.300 toneladas por dia.

As ações têm como objetivo auxiliar no combate à dengue, doença cuja incidência aumenta no período de chuvas. Apenas nos últimos três dias, o SLU esteve presente em cinco regiões administrativas e removeu 118 toneladas de descarte irregular. Em Ceilândia, nas QNN 11 e 12, foram recolhidas 117 toneladas. Já em Santa Maria, na QR 303, a equipe do SLU removeu 200 kg de lixo e entulho. Na Chácara 35 do Setor Habitacional Bernardo Sayão, havia cerca de 300 kg de lixo e entulho descartados irregularmente e removidos pelo SLU. Sobradinho e Arniqueira também foram atendidos.

A prática do descarte irregular segue sendo um desafio, pois parte da população insiste em não utilizar os mais de 880 equipamentos públicos, entre papa-recicláveis, papa-entulhos e papa-lixos, espalhados por todas as regiões administrativas. Nesse sentido, é fundamental que a população esteja atenta e faça a destinação correta do lixo e dos restos de construção civil, especialmente nesse período de chuvas.

“Estamos, constantemente, fazendo ações que alertam nossa comunidade sobre a real necessidade de fazermos o descarte correto do lixo, mas não conseguimos entrar nas casas das pessoas e cuidar do lixo de cada um”, alerta o diretor-presidente do SLU, Silvio Vieira. “Dobramos a quantidade de papa-entulhos no DF. Eram 11 em 2021, e hoje temos 23 unidades. Além disso, instalamos 354 papa-lixos desde 2021, que somam o total de 508 papa-lixos espalhados pelas regiões administrativas do DF. A população não tem motivo para fazer o descarte incorreto do seu lixo, especialmente nesse período de maior incidência da dengue”, destaca.

O descarte irregular em área pública é considerado um crime ambiental e, se identificado, o infrator estará sujeito a penalidades e multas. Denúncias devem ser encaminhadas para a Ouvidoria Geral, pelo telefone 162. Imagens podem ser anexadas à denúncia por meio do site www.participa.df.gov.br.

Conscientização

Para coibir o descarte inadequado, o SLU investe na ampliação dos equipamentos públicos para captação dos resíduos, como papa-lixos, recicláveis e entulhos. Os endereços dos equipamentos podem ser consultados no site do SLU.

Além disso, a autarquia promove diversas campanhas de conscientização, entre as quais se destacam projetos como o Mobilização em Ação, iniciativa que percorre as ruas do DF ensinando a acondicionar e descartar o lixo de maneira adequada.

Outro exemplo é o Teatro SLU. Nesta ação, os servidores apresentam, de forma lúdica, as informações sobre a correta separação de resíduos. As ações ocorrem em parceria com escolas, instituições e organizações públicas e privadas. Em 2023, foram mais de 70 apresentações do grupo.

Há, ainda, outras ferramentas à disposição da população, como o aplicativo SLU Coleta DF. A plataforma permite acessar remotamente informações sobre a coleta de resíduos, como dias e horários, além de acompanhar, em tempo real, a localização do caminhão de lixo, o que ajuda a evitar colocar o material para coleta nos dias e horários errados.

*Com informações do SLU

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/SLU / Reprodução Agência Brasília