Sala no HRSM permite coleta e armazenamento de leite materno

Espaço fica disponível às servidoras e empregadas terceirizadas todos os dias da semana, garantindo conforto e privacidade às mães que trabalham no local

0
10

No Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), um espaço aberto 24h por dia, todos os dias da semana, beneficia servidoras e empregadas terceirizadas em estágio de amamentação. A Sala Dourada tem o objetivo de garantir a manutenção do aleitamento materno e valorizar o retorno e a permanência da mãe no mercado de trabalho, permitindo a coleta ou o armazenamento do leite materno durante o horário do expediente.

O Decreto nº 45.195, que regulamenta a obrigatoriedade da instalação de salas de amamentação nos órgãos públicos do Governo do Distrito Federal (GDF), foi publicado em novembro do ano passado. As salas precisam ser instaladas em área apropriada, com conforto e privacidade. Além disso, devem proporcionar um ambiente tranquilo, que permita a adequada acomodação da nutriz, sem interrupções e interferências externas.

Além de manter a Sala Dourada, inaugurada em 2014, há um grupo no WhatsApp criado para todas as colaboradoras da unidade que estão gestantes ou retornaram ao trabalho e precisam de orientações sobre amamentação.

“A sala da mãe trabalhadora que amamenta tem o credenciamento do Ministério da Saúde. Deixamos nosso telefone à disposição para acompanhar essas mães, desde a gestação até o retorno ao trabalho. O banco de leite está sempre disposto a ajudá-las a manter o aleitamento materno nesta volta ao trabalho, fazer o estoque de leite para seu bebê”, explica a chefe do Serviço do Banco de Leite Humano do HRSM, Maria Helena Santos.

No último dia 11, o HRSM foi uma das instituições reconhecidas pelo GDF com a entrega do Selo Dourado, pelo apoio à amamentação. “O Selo Dourado é a manifestação evidente do cuidado humanizado com as nossas colaboradoras. A mulher que, como provedora de seu lar, precisa buscar o mercado de trabalho e conciliar sua rotina com o período de amamentação, tem no HRSM o apoio necessário para este importante ato de amor”, destaca a superintendente do HRSM, Eliane Abreu.

Segundo Maria Helena Santos, além de ser um reflexo de todas as ações realizadas no banco de leite, este selo é um passo para conseguir o credenciamento de Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC). Já foi montada comissão e coordenação, além de serem feitos treinamentos e conscientização com todas as equipes sobre a importância do credenciamento para a unidade hospitalar.

*Com informações do IgesDF

Por Agência Brasília

Foto: Davidyson Damasceno/IgesDF / Reprodução Agência Brasília