Litro da gasolina vai aumentar até R$ 0,22 no DF; entenda

Aumento nos preços vai ocorrer por dois motivos: a elevação do anidro nas usinas canavieiras e a nova alíquota do ICMS, que entrará em vigor na quinta-feira

0
31

O novo reajuste do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) aumentará o preço dos combustíveis em vários estados brasileiros, além do Distrito Federal, a partir de quinta-feira (1º/2). A nova alíquota foi aprovada em 25 de outubro de 2023 pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). No caso do DF, pelas contas do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do Distrito Federal (Sindicombustíveis-DF), o litro da gasolina ficará até R$ 0,22 mais caros para os consumidores.

O motivo do aumento, segundo os governadores, é de que houve perda de arrecadação quando o governo do então presidente Jair Bolsonaro fixou a cobrança do ICMS por meio de uma alíquota única nacional.

O reajuste está marcado para valer a próxima de quinta nas distribuidoras. Nesta terça (30), já ocorreu o aumento de R$ 0,10 centavos no etanol e R$ 0,07 na gasolina, como reflexo da elevação do anidro nas usinas canavieiras. As informações foram confirmadas por Paulo Tavares, presidente do Sindicombustíveis-DF.

Paulo explicou ao Correio que o aumento não será apenas de R$ 0,15 (referentes ao ICMS) no preço médio da gasolina e, sim, um aumento de R$ 0,22, sendo R$ 0,15 do ICMS somados aos R$ 0,07 do impacto do anidro na gasolina. 

Por Camilla Germano do Correio Braziliense 

Foto: Ed Alves/CB/DA.Press / Reprodução Correio Braziliense