Agências do Trabalhador do DF tem 50 vagas para costureira

Para participar da seleção, não é necessário ter experiência na função. Total de vagas para esta quarta (07/12) é de 168

0
73

As agências do trabalhador do Distrito Federal estão com 50 oportunidades para costureiras. E o melhor: para concorrer, não é preciso comprovar escolaridade ou já ter trabalhado na função. O local de trabalho é o Guará e o salário pago varia de R$ 2 mil a R$ 3 mil, além de benefícios. Essas são apenas parte das 168 vagas ofertadas nesta quarta-feira (7), com salários que chegam até R$ 3.115.

Pedreiros, fiéis de depósito, babás, açougueiros e caixas de supermercado são outros profissionais que estão sendo recrutados pelas agências. Na Asa Norte, por exemplo, há dez oportunidades para atuar como pedreiro. É necessário comprovar experiência na função e o salário pago é de R$ 2.103,20 mais benefícios. Já na Asa Sul, estão disponíveis duas chances para saladeiros com ordenado de R$ 1.400, além de benefícios. Não é exigida escolaridade ou experiência anterior para se candidatar.

Já em Vicente Pires, são oito oportunidades para caixas de supermercado. É exigido do postulante ter apenas o ensino médio completo e o ordenado pago é de R$ 1.300 mais benefícios. Há quatro vagas também para repositores de mercadorias, neste caso, em Santa Maria. O salário é de R$ 1.355 e para concorrer basta possuir o ensino médio incompleto.

Para participar dos processos seletivos, basta cadastrar o currículo no aplicativo Sine Fácil ou ir a uma das 14 agências do trabalhador, das 8h às 17h, durante a semana. Mesmo que nenhuma das vagas do dia seja atraente ao candidato, o cadastro vale para oportunidades futuras, já que o sistema cruza dados dos concorrentes com o perfil que as empresas procuram.

Empregadores que desejam ofertar vagas ou utilizar o espaço das agências do trabalhador para entrevistas podem se cadastrar pessoalmente nas unidades ou pelo aplicativo do Sine Fácil. Também é possível solicitar atendimento pelo e-mail gcv@setrab.df.gov.br. Pode ser utilizado, ainda, o Canal do Empregador, no site da Secretaria de Trabalho.

Por Agência Brasília

Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília