Inscrições para o 2º ciclo do RenovaDF de 2023 terminam domingo (26)

São 2.500 vagas gratuitas para o curso de auxiliar de manutenção; participantes contam com salário mínimo e auxílio-transporte

0
51

Termina neste domingo (26) o prazo de inscrição para o segundo ciclo do programa RenovaDF de 2023. São 2.500 vagas gratuitas para o curso de auxiliar de manutenção – 1,5 mil para preenchimento imediato e 1.000 para cadastro reserva. Os interessados podem se inscrever no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet).

Ofertado pela Sedet em parceria com Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do DF (Senai), o RenovaDF qualifica os participantes com noções básicas na área da construção civil, enquanto eles recuperam os espaços públicos da cidade, como parquinhos, praças, quadras poliesportivas e campos sintéticos de futebol.

As atividades estão previstas para começarem no dia 18 de abril. Os cursos têm duração de 240 horas, divididas em três etapas de 80 horas, com 4 horas diárias de atividades.

Os participantes recebem auxílio pecuniário equivalente a um salário mínimo, após a conclusão de cada 80 horas; auxílio-transporte; seguro contra acidentes pessoais e certificado de conclusão. Os alunos ainda são contemplados com kit uniforme com camiseta, bota, capa de chuva, garrafa d’água, boné, equipamento de proteção individual e lanche.

O programa

Capacitar profissionais, facilitar o ingresso no mercado de trabalho e reformar espaços públicos são objetivos do RenovaDF. De acordo com a Sedet, o programa já formou 11.171 alunos em sete ciclos. Do total de formados, estão mais de 400 imigrantes e cerca de 300 pessoas em situação de rua.

Para o secretário da pasta, Thales Mendes, o RenovaDF vai além da qualificação profissional e tem a capacidade de mudar a vida das pessoas. “O programa tem essa importância, não somente preparando e qualificando pessoas para o mercado de trabalho e revitalizando espaços públicos, mas, também, de dar um atendimento social aos mais vulneráveis. E essa é nossa meta como gestor público, ser um agente transformador de vidas.”

Paulo Sérgio Lourenço participou da primeira turma do Renova DF e hoje trabalha como instrutor do programa qualificando os novos alunos. Ele afirma que a oportunidade foi um divisor de águas na vida dele.

“Eu estava desempregado e consegui ser chamado para participar da primeira turma do Renova, tinha algumas noções sobre construção civil e me dediquei para aprender mais. Os professores e coordenadores viram o meu esforço e fui chamado para uma seleção no Senai. Agora estou aqui, qualificando outras pessoas. O programa mudou a minha vida”, conta o ex-aluno.

Mais de 1.200 equipamentos públicos já foram recuperados pelos alunos do RenovaDF e 15 regiões administrativas foram contempladas com as ações.

Por Agência Brasília

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília