Com investimento de R$ 17 milhões, Gama e Santa Maria ganharão novas UBSs 

Avisos de licitação foram publicados no DODF desta segunda-feira (23); unidades vão ajudar a ampliar o acesso da população a serviços de saúde

0
35

Moradores do Gama e de Santa Maria vão contar com novas unidades básicas de saúde (UBSs). A edição desta segunda (23) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) traz publicados os avisos de licitação (Concorrência nº 011/2023 e nº 013/2023) para contratar, por meio da Secretaria de Saúde do DF (SES), empresas que construam os espaços.

O investimento total é de R$ 17,3 milhões. Para a UBS do Gama, que será localizada na Colônia Agrícola Ponte Alta, o valor estimado da contratação é de R$ 6,4 milhões. Já para a unidade de Santa Maria, no Comércio Local 109, o valor estimado é de R$ 10,9 milhões.

As unidades terão como foco a prestação de atendimento eletivo de promoção e assistência à saúde em regime ambulatorial e a expansão da Atenção Primária, com novas equipes de Saúde da Família (eSF).

“A alta vulnerabilidade desses territórios e a necessidade de ampliação de eSF foram os principais critérios para bater o martelo em relação às novas unidades”, explica o subsecretário de Infraestrutura em Saúde, Leonídio Neto.

A Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) será a responsável pelos dois processos. A licitação referente à UBS do Gama será realizada em 21 de novembro, às 9h; a que abrange Santa Maria, no dia seguinte, também às 9h. Os editais e seus anexos podem ser encontrados no site da companhia.

“Santa Maria e Gama serão muito beneficiados com as construções dessas unidades básicas de saúde”, avalia o presidente da Novacap, Fernando Leite. “Acesso à saúde é uma questão de cidadania e uma prioridade da gestão do governador Ibaneis Rocha. A Novacap recebe essas missões e se dedica para entregar as UBSs de forma rápida e eficiente.”

Maior cuidado

“Isso repercute em maior qualidade e facilidade do acesso, trazendo, assim, mais segurança e eficácia nos planos de saúde” Leonídio Neto, subsecretário de Infraestrutura em Saúde

A ampliação da cobertura da Atenção Primária vai ao encontro da melhoria do atendimento à população do DF, além de estar em consonância com o Plano Plurianual 2020-2023 e com as metas e prioridades estabelecidas pela SES.

“Os espaços vão garantir o aumento da oferta de serviços aos usuários”, reforça Leonídio Neto. “Isso repercute em maior qualidade e facilidade do acesso, trazendo, assim, mais segurança e eficácia nos planos de saúde.”

Além dessas duas UBSs que estão sendo licitadas, está prevista para este ano a publicação dos avisos de licitação das unidades da Estrutural, do Incra 8 e da Chapadinha.

*Com informações da Secretaria de Saúde do DF

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/Sinfra / Reprodução Agência Brasília