Homem que matou amigo por aposta em sinuca é condenado a 12 anos

O crime ocorreu em 2022, em um bar de Taguatinga. Sebastião Sardinha da Silva matou Paulo Silva após uma briga por uma aposta de R$ 10

0
46

Tribunal do Júri de Taguatinga condenou, nesta terça-feira (14/11), o homem que matou um amigo a facadas por causa de uma aposta de R$ 10, em um jogo de sinuca. Sebastião Sardinha da Silva, 72 anos, foi condenado a 12 anos de prisão em regime fechado.

O crime ocorreu em fevereiro de 2022 e Sebastião está preso desde janeiro de 2023. Sebastião e a vítima, Paulo Freitas da Silva, teriam feito apostas a cada rodada durante partidas de sinuca. Em certo momento, Paulo deixou de pagar R$ 10 de uma das apostas feitas. Após uma briga, Sebastião correu até o carro, pegou uma faca e matou Paulo.

Após a decisão do júri, o magistrado responsável pela fixação da pena determinou que Sebastião tem o direito de recorrer, porém não poderá deixar a prisão enquanto isso.

“Nego ao réu o direito de apelar em liberdade, uma vez presentes os requisitos da prisão preventiva, como forma a garantir a ordem pública, haja vista a gravidade concreta dos fatos (o réu, em razão de prévia discussão de todo irrelevante por jogo de sinuca, fundamentada numa aposta de apenas R$10, desferiu golpe de faca contra a vítima, levando ela a óbito) […]”, citou.

Relembre o caso

Paulo foi assassinado com golpes de facão em um bar, em Taguatinga Norte. O crime foi flagrado por câmeras de segurança do estabelecimento. A Polícia Militar foi chamada e quando chegou ao local encontrou o homem desacordado. Paulo teve a morte confirmada pelo médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Nas imagens é possível ver a vítima, de boné vermelho, perto do balcão. Um homem de chapéu chega e o ataca pelas costas. Paulo Silva chega a reagir dando socos e acaba sendo atingido por golpes de faca. A vítima olha para a ferida, segue discutindo com o autor, mas cai logo em seguida.

Por Samara Schwingel do Metropoles

Foto: Reprodução Metrópoles