Quadrilha é presa com 60 quilos de ‘skunk’ no DF

O prejuízo causado para o tráfico de drogas com a apreensão da droga, foi de R$ 3 milhões e seiscentos mil reais

0
4559

Um grupo criminoso foi preso na tarde desta quinta-feira (29), pela Polícia Rodoviária Federal(PRF) em ação conjunta com a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), próximo à BR 070. Os policiais apreenderam cerca de 60 quilos de skunk, também conhecida como “supermaconha”.

A droga com alto valor de revenda apreendida foi avaliada em R$ 3 milhões e seiscentos mil reais. Um veículo da marca Gol, com placa do DF, e uma motocicleta, com placa de GO, que estavam próximos à BR 070, em Brasília, foram abordados pelos policiais durante a ação. No carro estavam uma mulher e dois homens, e na motocicleta um homem. De acordo com a PRF, no momento do flagrante os ocupantes do Gol repassavam uma sacola para o condutor da motocicleta, que se passava por entregador por aplicativo.

Os criminosos disseram aos policiais que pegaram a carga no estado do Amazonas. Eles foram presos e encaminhados à Polícia Civil do Distrito Federal, juntamente com os veículos e a droga apreendidos.

O skunk, é conhecido como super maconha ou “maconha de rico”, pois seu preço é bem superior ao da maconha comum. A droga é cultivada de forma diferente com o objetivo de obter uma concentração maior de THC (tetrahidrocannabinol), substância ativa com poder narcótico presente na maconha.

A ação fez parte da Operação Rota Norte, e foi desencadeada com o objetivo de desarticular o crime organizado responsável pelo transporte de grandes carregamentos de skunk, procedentes do estado do Amazonas para o Distrito Federal.

Por Tereza Neuberger do Jornal de Brasília com informações de PH Paiva

Foto: Reprodução do Jornal de Brasília