Começa aplicação do reforço contra covid-19 para crianças de 5 a 11 anos no DF

Secretaria de Saúde também retoma a vacinação de primeira e segunda doses para todas as crianças a partir dos 6 meses. Confira os locais

0
57

Começa nesta quinta-feira (02/02) a vacinação da dose de reforço contra a covid-19 para as crianças de 5 a 11 anos. Mais de 50 unidades básicas de saúde (UBSs) estarão abertas para o atendimento às famílias. A Secretaria de Saúde também retoma hoje a aplicação da primeira dose contra covid-19 para crianças de 6 meses a 11 anos.

Para vacinar, é necessário levar documento de identificação da criança e o cartão de vacinação. Se houver outros imunizantes da rotina atrasados, poderão ser aplicados na mesma oportunidade. A lista completa dos locais está disponível no site da Secretaria de Saúde.

As crianças de 5 a 11 anos devem receber uma dose de reforço quatro meses após a segunda dose. É aplicada a vacina Pfizer pediátrica. Em todos os locais de vacinação a equipe de saúde está à disposição para tirar dúvidas adicionais.

“Este reforço para essas crianças vem para aumentar o número de anticorpos. Foi demonstrada a eficácia em proteger, principalmente contra casos graves e óbitos”Fabiano dos Anjos, diretor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde

O diretor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Fabiano dos Anjos, destaca a importância dessa nova vacinação.

“Este reforço para essas crianças vem para aumentar o número de anticorpos. Foi demonstrada a eficácia em proteger, principalmente contra casos graves e óbitos”, explica. Ele destaca ainda o fato de o reforço ajudar a proteger contra a variante ômicron. “Hoje, circulam nove linhagens dessa variante. Isso deve servir como alerta para os pais para que deem o reforço”, completa.

Primeira e segunda doses

O recebimento de 40 mil doses de Pfizer pediátrica e de 30 mil de Pfizer Baby vai também permitir a aplicação das doses de reforço e a retomada da vacinação de primeira dose e segunda dose para todas as crianças a partir dos 6 meses de idade.

“Temos o objetivo de alcançar uma cobertura vacinal acima dos 90% para todo o público infantil. Também aguardamos o retorno de cerca de cinco mil crianças que estão com a segunda dose atrasada”, afirma a gerente da Rede de Frio Central da Secretaria de Saúde do DF, Tereza Luiza Pereira.

A vacinação, contudo, está abaixo do esperado. Até o dia 23 de janeiro, cerca de 31% das crianças de 5 a 11 anos não haviam recebido sequer a primeira dose da vacina contra a covid-19. Entre as de 3 e 4 anos, 84,1% não tinham iniciado o ciclo vacinal. Já entre os bebês de 6 meses a 2 anos e 11 meses, a vacinação alcançou só 2,7% dessa população. “Nossas unidades básicas de saúde estão abastecidas e preparadas para realizar a imunização”, diz a gerente da Rede de Frio.

O esquema vacinal para crianças de até quatro anos é de três doses de Pfizer Baby, com intervalos de quatro semanas entre as doses iniciais e de oito semanas após a segunda dose. Já as crianças de 5 a 11 anos são imunizadas com a Pfizer pediátrica, com intervalo de 21 dias entre as doses e, a partir de hoje, quatro meses da segunda dose para o reforço.

A vacinação infantil no Distrito Federal foi iniciada em janeiro de 2022, inicialmente para as crianças de 8 a 11 anos. A mais recente expansão aconteceu em 28 de dezembro, quando foi liberada a vacinação para crianças a partir de seis meses sem comorbidades. Em números totais, foram 145.252 segundas doses aplicadas para pessoas abaixo dos 12 anos, sendo 137.545 para crianças entre 5 e 11 anos, 6.516 para a faixa etária de 3 e 4 anos e 1.191 para bebês entre seis meses e dois anos.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Por Agência Brasília

Foto: Sandro Araújo/Agência Saúde / Reprodução Agência Brasília