Hospital capacita servidores para acolher pessoas em situação de violência

Palestra em unidade de saúde de Sobradinho busca tornar o atendimento a vítimas mais empático e aprofundar temas sensíveis, como traumas e agressões sexuais

0
94

Atendimento ainda mais empático. Esse foi um dos objetivos da palestra Violência sexual e compreensão das reações das vítimas realizada nessa segunda-feira (20/03), no Hospital Regional de Sobradinho (HRS). A iniciativa visa capacitar a rede que atua no acolhimento de casos de violência, incluindo profissionais da saúde e servidores da rede-adjunta, como educação, órgãos da justiça e conselhos tutelares.

Traumas e emoções, tipos de violência sexual, cultura do estupro e como lidar com as reações da vítima foram alguns dos temas expostos durante a palestra. O evento contou ainda com a interação dos participantes.

A psicóloga e servidora da Secretaria de Saúde (SES) Débora Pompeu palestrou sobre a importância de falar acerca dos temas que, para muitos, ainda são considerados tabu. “Entendemos que o matriciamento é justamente poder compartilhar o conhecimento adquirido. É a compreensão dentro de uma temática tão específica, sensível, mas necessária, que dificilmente as pessoas conseguem encontrar informação de qualidade, com profundidade em outros contextos”, explicou.

A capacitação foi organizada pelo Centro de Especialidades para a Atenção às Pessoas em Situação de Violência Sexual, Familiar e Doméstica (Cepav Sempre Viva), do Núcleo de Prevenção e Assistência a Situações de Violência (Nupav), referente à Superintendência da Região de Saúde Norte.

A chefe do Nupav, Kelen Cristina de Oliveira, ressaltou que o propósito da iniciativa é dar visibilidade à prevenção da violência e às notificações. Segundo ela, a população que sofre violência precisa saber onde procurar apoio. “É importante que as pessoas saibam que existe assistência, onde ela está e que há uma maneira de sair da situação. Nosso objetivo é trilhar caminhos melhores para essa parcela da sociedade”, frisou.

Parceria e capacitação

A intervenção pedagógico-terapêutica contou também com servidores de outros órgãos. A psicóloga da Secretaria da Educação Marta Radica foi uma das participantes e reconhece a relevância da ação: “Percebo que a escola é um lugar importantíssimo para crianças e adolescentes, onde eles podem se sentir seguros e acolhidos para revelar situações de violência e abuso. Estar bem capacitado para lidar com esses relatos é fundamental para que os encaminhamentos sejam feitos de forma correta e, o mais importante, proteger as crianças e os adolescentes”.

Capacitações nesse modelo fazem com que tanto os profissionais quanto a sociedade sejam beneficiados, como destacou a servidora da SES Adriana Flores: “O cidadão vai ter um atendimento capacitado e profissionalizado e vai encontrar protocolos sistematizados. Isso torna o atendimento em saúde qualificado. Em termos de secretaria, as capacitações fazem parte da nossa trajetória. Devemos manter o servidor sempre atualizado”.

Centros especializados

O Nupav da região Norte atende a população por meio dos Centros de Especialidades para a Atenção às Pessoas em Situação de Violência Sexual, Familiar e Doméstica (Cepav). Atualmente são duas unidades: Cepav Sempre Viva, voltado aos moradores de Sobradinho, Sobradinho II, Fercal e Lago Oeste; e o Cepav Flor de Lis, que atende a região de Planaltina.

Cada Cepav recebe dos servidores da SES as notificações do cidadão que está em situação de violência e inicia o atendimento para prestar assistência ao grupo. Para que este acolhimento ocorra, o Cepav conta com assistentes sociais, enfermeiros e psicólogos. Além disso, realiza atendimento em grupo e encaminhamento ao Centro de Especialidade para a Saúde da Mulher, nos casos necessários. O trabalho também conta com parceiros, como profissionais da educação e a Associação de Mulheres de Sobradinho II.

Onde buscar ajuda

Pessoas em situação de violência sexual, familiar e doméstica podem procurar atendimento nos Cepavs:

→ Cepav Sempre Vida
(61) 99293-2414
cepav.sempreviva@saude.df.gov.br

→ Cepav Flor de Lis
(61) 99262-0729
cepav.flordelis@saude.df.gov.br

*Com informações da Secretaria de Saúde

Por Agência Brasília

Foto: Rafaella Félix / Reprodução Agência Brasília