Reforma na Praça da Bíblia, em Ceilândia, recebe apoio da população

Consulta pública teve a participação de 598 pessoas. Melhorar a iluminação pública e as calçadas estão entre as principais demandas

0
77

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) ouviu a população sobre a reforma da Praça da Bíblia, em Ceilândia. O órgão recebeu o apoio de 98,8% dos participantes de consulta pública aberta no período de 16 a 31 de março. Das 598 respostas obtidas, 591 se mostraram favoráveis às mudanças. Além disso, foram enviadas 353 sugestões que vão ajudar na elaboração do projeto de requalificação e urbanização do local.

Sobre o que a população gostaria que fosse executado na praça, 77,8% responderam que a principal ação seria instalar mais postes de iluminação pública; 76% destacaram a necessidade de melhorar as calçadas com pavimentação acessível; e 71,6% são a favor da implementação de um parquinho infantil e da instalação de bancos e lixeiras.

As respostas se alinharam com alguns dos problemas que a população mais identificou na praça. Ao todo, 75,6% dos participantes avaliaram as calçadas danificadas como a principal dificuldade do local. Em segundo ficou a ausência de uma iluminação adequada, com 74,6%; seguida por uso de substâncias ilícitas, com 62,5%; e mobiliário urbano danificado, com 54,3%.

Sobre o que a população gostaria que fosse executado na praça, 77,8% responderam que a principal ação seria instalar mais postes de iluminação pública; 76% destacaram a necessidade de melhorar as calçadas com pavimentação acessível; e 71,6% são a favor da implementação de um parquinho infantil

A população ainda foi ouvida sobre o uso dos espaços. Para 69,7% dos entrevistados, a prioridade são espaços para praticar ginástica ao ar livre; 67,8% são a favor de locais para food trucks; e 66,9% destacaram que gostariam de mais eventos culturais no local. Na proposta feita pela Seduh para a criação de uma feira gastronômica coberta, 91,5% foram favoráveis à ideia.

Entre os entrevistados, 64,3% são do sexo feminino; 50,5% têm entre 36 a 60 anos; 42,3% de 19 a 35; e 4,5% entre 13 e 18 anos. Grande parte dos participantes (89,8%) são moradores de Ceilândia e 88,5% frequentam a Praça da Bíblia.

“Essa iniciativa pretende melhorar a Praça da Bíblia, ponto importante de encontro e manifestações culturais de Ceilândia e vai se somar ao pacote de obras voltadas à região administrativa”, explicou o subsecretário de Projetos e Licenciamento de Infraestrutura da Seduh, Vitor Recondo. “Para isso, a consulta pública veio como forma de democratizar o debate, colhendo as opiniões da sociedade sobre o assunto”, ressaltou.

Após o término da consulta, a área técnica da Seduh avaliará as sugestões pertinentes e encaminhará o documento final do projeto para publicação no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação

Por Agência Brasílila

Foto: Reprodução Mais Brasília