GDF se reúne com professores para encerrar a greve

Propostas serão discutidas em assembleia nesta quinta-feira (25); secretária de Educação acredita no fim da paralisação

0
51

Representantes do Governo do Distrito Federal (GDF) se reuniram novamente nesta quarta-feira (24) para discutir sobre a greve dos professores. Uma das propostas feitas foi a de incorporar a Gratificação de Atividade Pedagógica (Gaped) ao vencimento dos servidores ainda neste ano. A expectativa é que a pauta seja levada à assembleia nesta quinta-feira (25) e a greve seja encerrada.

De acordo com a secretária de Educação do Distrito Federal, Hélvia Paranaguá, outras propostas foram feitas aos grevistas. “A gente apresentou o que já havíamos acordado anteriormente e fomos vendo alguns outros itens de menor impacto, mas que são importantes para a categoria”, destacou. “Nós estamos cortando do nosso orçamento para poder fazer essa contribuição”, pontuou.

“O aluno é o objetivo das nossas ações. A greve não é boa para ninguém, a gente precisa encerrar, ela traz prejuízo para todos”Hélvia Paranaguá, secretária de Educação

Os professores que aderiram à greve sofrerão corte no ponto, com desconto do auxílio-alimentação e do auxílio-transporte. Segundo a secretária, os diretores devem informar à pasta quem não está trabalhando.

“A gente espera que os diretores da unidades informem quem realmente não está trabalhando. Isso é fundamental para não sermos injustos e acabar cortando o ponto da escola inteira. Vai depender do diretor da escola”, defendeu.

Os professores da rede pública estão em greve desde o dia 4 de maio. A secretária destacou como a paralisação prejudica a rotina dos estudantes. “O aluno é o objetivo das nossas ações. A greve não é boa para ninguém, a gente precisa encerrar, ela traz prejuízo para todos”, finalizou.

Por Agência Brasília

Foto: Joel Rodrigues/ Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília