Distritais vão até a Câmara dos Deputados defender Fundo Constitucional

Sessão ordinária desta quarta-feira foi encerrada mais cedo para que parlamentares fossem até o local

0
44

Com o intuito de sensibilizar os parlamentares dos outros estados do Brasil a votarem pela exclusão do FCDF do texto-base do projeto de lei que estabelece o novo regime fiscal para as contas da União, distritais encerraram a sessão ordinária desta tarde e se dirigiram ao Congresso Nacional. “É preocupante qualquer redução no repasse de recursos do Fundo Constitucional do DF, visto que é fundamental à manutenção de serviço à população e ao pagamento de servidores”, disse o deputado João Cardoso.

A decisão foi tomada após encaminhamento proposto pelo deputado Max Maciel (PSOL). “A situação do Fundo é grave. Proponho um mutirão da Casa na Câmara dos Deputados para tentar demover grande parte dos estados que não compreendem a realidade do DF e querem incluir o FCDF no arcabouço fiscal, o que vai impactar, orçamentariamente, o futuro do DF”, defendeu o distrital.

Wellington Luiz, presidente da Casa, concordou e acatou a proposta de Félix, defendendo a ida até o Congresso Nacional: “O FCDF é fundamental, uma questão de sobrevivência, e precisamos fazer a nossa parte”, disse.

No entanto, o resultado não foi o esperado. Nada mudou e o projeto segue para o Senado. “Fomos à Câmara dos Deputados para tentar reverter alguns votos e manter os recursos do FCDF. Infelizmente, não conseguimos. Mas vamos seguir firmes e fortes porque a próxima etapa é o Senado Federal”, contou o deputado Max Maciel. “Estamos aqui em defesa do Distrito Federal e da Região Metropolitana, como o Entorno, que também utiliza os serviços do DF. Vamos seguir defendendo o que é nosso”, finalizou o parlamentar.

Por Mayra Dias Jornal de Brasília

Foto: Carlos Gandra/CLDF / Reprodução Jornal de Brasília