GDF investe R$ 3,5 milhões na construção da Praça do Metrô de Ceilândia

Espaço localizado próximo à estação Ceilândia Centro foi inaugurado na manhã desta sexta-feira (16) com paisagismo e acessibilidade para os moradores

0
63

Os pedestres de Ceilândia vão viver uma nova experiência ao transitar pelo centro da cidade. É a Praça do Metrô, que promete facilitar o acesso dos usuários de transporte público ao comércio. Localizado na CNN 2, o espaço foi construído em uma área de 7.137 m², com investimento de R$ 3,5 milhões do Governo do Distrito Federal (GDF). O governador Ibaneis Rocha inaugurou o novo ponto de convivência na manhã desta sexta-feira (16).

“A previsão de investimento em Ceilândia para os próximos quatro anos é de R$ 200 milhões. E isso referente apenas às ações que envolvem a administração regional e a Novacap”Ibaneis Rocha, governador do DF

O que antes era um terreno descampado tomado por barro se transformou em um espaço de travessia e lazer, com revestimento de concreto, rampas de acessibilidade, piso tátil, bancos e anfiteatro. A obra envolveu ainda paisagismo, com o plantio de 2.942 m² de grama, e decoração, com a implantação de dez árvores metálicas no centro da praça.

Durante a inauguração do espaço, Ibaneis Rocha ressaltou que a Praça do Metrô é apenas uma entre tantas obras que estão em execução na cidade. “A previsão de investimento em Ceilândia para os próximos quatro anos é de R$ 200 milhões. E isso referente apenas às ações que envolvem a administração regional e a Novacap”, anunciou o governador. “Vamos revitalizar pistas, praças e parques da cidade”, completou.

O chefe do Executivo no DF anunciou ainda outras importantes obras que Ceilândia deve receber nos próximos anos. “Vamos concluir a reformulação da Hélio Prates e está previsto um grande programa de drenagem para resolver os problemas das águas pluviais da região”, garantiu Ibaneis Rocha. “E aqui, ao lado da praça, vamos construir mais um restaurante comunitário para atender a população que tanto precisa”, afirmou.

Integração

O projeto da Praça do Metrô, de autoria da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), foi executado pela Companhia Urbanizadora Nova Capital (Novacap). E é considerado uma complementação da primeira etapa das obras na Avenida Hélio Prates. “A praça faz uma integração interessante entre os usuários do transporte público e o comércio”, comentou o presidente da Novacap, Fernando Leite. “É um espaço para respirar, bater papo. Um local que valoriza demais a própria Hélio Prates.”

O administrador regional de Ceilândia, Dilson Almeida, lembrou que a área não contava com nenhum tipo de urbanização. “Aqui antes era um espaço de terra que causava transtorno com a poeira. Não trazia conforto nenhum para a comunidade”, disse. “Hoje temos uma praça urbanizada, moderna, que traz acessibilidade e um espaço de confraternização e de descanso nesse deslocamento do dia a dia ao trabalho e ao retorno ao lar”, comentou.

Moradora de Ceilândia desde 2018, a dona de casa Maria Aparecida da Costa, 65 anos, contou que o local antigamente servia como depósito de lixo. “As pessoas passavam para tomar o metrô e era só lixo mesmo”, revelou. Com a obra, ela notou a mudança no espaço. “Você desce do metrô e já vê isso aqui. Achei louvável a ideia do governador. Para a gente, que mora em Ceilândia, é bem bacana mesmo. Vejo essas estruturas e acho lindo”, definiu.

O atendente de telemarketing Gustavo de Souza, 24, passa diariamente pela praça para fazer o deslocamento de casa para o trabalho e vice-versa. Ele mora em Taguatinga e trabalha em Ceilândia. Para ele, o novo espaço já melhorou a experiência. “Saiu a poeira e já vejo mais pessoas se sentando aqui e passeando com os animais. Está muito agradável. Estou vendo beleza e as coisas se renovando”, afirma.

Urbanização

O GDF tem apostado na requalificação de espaços públicos para trazer mais conforto e acessibilidade aos pedestres. A exemplo do que já foi feito na W3 Sul e na Praça do Povo, ambas no Plano Piloto, e na Avenida Paranoá, localizada na cidade homônima, há ações em andamento em diversas regiões do DF.

A reforma da Praça da Bíblia, em Ceilândia, se prepara para entrar em processo licitatório. Já a reformulação da Praça do Relógio, em Taguatinga, está em fase de execução de projeto. No Setor Bancário Sul, a intenção é corrigir problemas de desnível, fazendo a acessibilidade junto à Praça dos Tribunais, no Setor de Autarquias e no caminho ao metrô.

Por Agência Brasília

Foto: Renato Alves/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília