Semana começa com 228 postos de trabalho nas agências do DF

Há vagas para auxiliar de limpeza, motoristas de caminhão e automóvel, entre outras; salários do dia estão entre R$ 1.320 e R$ 4.500

0
46

Quer começar o mês com um emprego? No primeiro dia útil de julho, as agências do trabalhador estão com 228 oportunidades e salários de R$ 1.320 a R$ 4.500, mais benefícios. O interessado pode cadastrar o currículo em uma das agências do trabalhador ou pelo aplicativo Sine Fácil.

No Noroeste, são 60 vagas. Por R$ 1.443, estão contratando açougueiro (10), auxiliar de limpeza (10), repositor de mercadorias (10) e operador de caixa (10). Também há chances para empacotador a mão (10) para ganhar R$ 1.320 e fiscal de prevenção de perdas (10) pela gratificação de R$ 1.448.

Ainda no Plano Piloto, há oportunidades para barman (2) e empregado doméstico nos serviços gerais (6) para receber R$ 1.384 e R$ 1.400, respectivamente, na Asa Sul. Já na Asa Norte, costureira em geral (1) trabalha por R$ 2.200. Na região, exclusiva para pessoa com deficiência (PcD), há o cargo de recepcionista com salário de R$ 2.100.

Em Ceilândia, motorista de automóveis (2), motorista de caminhão (2), operador de guindaste móvel (1) e auxiliar de mecânico recebem entre R$ 1.500 e R$ 2 mil. Auxiliar de contabilidade (2), com ensino superior em contabilidade, recebe R$ 1.500. O ofício de representante comercial autônomo (2) ganha R$ 1.320. E servente de obras (2) trabalha pelo salário mensal de R$ 1.500.

As 14 agências do trabalhador funcionam das 8h às 17h, durante a semana. Mesmo que nenhuma das chances do dia seja atraente ao candidato, o cadastro vale para oportunidades futuras, já que o sistema cruza dados dos concorrentes com o perfil que as empresas procuram.

Empregadores que desejam ofertar vagas ou utilizar o espaço das agências do trabalhador para entrevistas podem se cadastrar pessoalmente nas unidades ou pelo aplicativo Sine Fácil. Também é possível solicitar atendimento pelo e-mail gcv@setrab.df.gov.br. Pode ser utilizado, ainda, o Canal do Empregador, no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet).

Com informações da Agência Brasília

Por Redação do Jornal do Brasília

Foto:  Joel Rodrigues/Agência Brasília / Reprodução Jornal de Brasília