Doação de brinquedo garante entrada grátis no Jardim Botânico de Brasília

Os artigos podem ser novos ou usados e devem estar em bom estado de conservação. Ação é válida até domingo (24)

0
32

Quem doar um brinquedo para a campanha Vem Brincar Comigo terá a oportunidade de visitar o Jardim Botânico de Brasília (JBB) de graça. A novidade foi divulgada pela diretoria do local nesta quinta-feira (21) e vale até domingo (24). Cada item vale por um único ingresso. Os artigos doados podem ser novos ou usados e devem estar em bom estado de conservação. Após essa data, a doação poderá ser feita no Centro de Visitantes, mas sem a gratuidade do ingresso.

“Os visitantes poderão contemplar as belezas do nosso Cerrado e também visitar nossa tradicional Feira de Orquídeas – Especial Primavera, que será realizada neste mesmo período”, afirma a diretora adjunta do JBB, Daniela Fernandes Martins. “Nossa meta é arrecadar uma quantidade significativa de brinquedos contribuindo para o sorriso de um maior número de crianças. Contamos com a participação e generosidade de todos”, completa.

Esta é a quarta edição da Vem Brincar Comigo, que tem como objetivo espalhar alegria para meninos e meninas em situação de vulnerabilidade. A campanha segue até 10 de outubro em pontos como o Palácio do Buriti, órgãos do GDF, administrações regionais e batalhões da Polícia Militar (PMDF) e do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF).

O espaço

Museu do bioma cerrado, o Jardim Botânico de Brasília abre as portas para visitação pública de terça-feira a domingo, inclusive feriados, das 9h às 17h, com entrada permitida até as 16h30. A entrada é gratuita para pedestres e ciclistas entre 7h30 e 8h50 e para crianças até 12 anos, maiores de 60 anos e pessoas com deficiência, independentemente do horário e mediante apresentação de documento oficial de identificação. Para o restante do público, o preço do ingresso é fixado em R$ 5 por pessoa – apenas em dinheiro.

Confira os atrativos disponíveis no espaço aqui.

Por Agência Brasília

Foto: Geovana Albuquerque/ Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília