Mutirão realiza 995 atendimentos de saúde da mulher no DF

Ação mensal gratuita da Defensoria Pública teve como novidade a oferta de vacinação contra hepatite B, tríplice viral, febre amarela e DT (difteria e tétano), além de aferição de pressão ocular

0
22

A 9ª edição do Dia da Mulher da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) realizou 995 atendimentos na primeira ação realizada em 2024. O evento ocorreu nesta segunda-feira (5) no Nuclão da DPDF e teve como novidade a oferta de vacinação contra hepatite B, tríplice viral, febre amarela e DT (difteria e tétano), ofertadas pela Secretaria de Saúde do DF (SES-DF).

A ação também ofereceu diversos serviços gratuitos ao público feminino em situação de vulnerabilidade, como 100 vagas para aferição de pressão ocular, por meio do Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB), e exames como mamografias, citopatológicos, inserção de DIU, exames de DNA, atendimentos odontológicos, consultas com uma médica da família e com profissionais de enfermagem, realizados pelo Serviço Social do Comércio (Sesc).

Para ofertar ainda mais serviços de saúde, o Instituto Sabin distribuiu vouchers de exames laboratoriais preventivos. Os atendimentos de mediação, orientação jurídica, de Iniciais de Família e de Fazenda Pública como, por exemplo, solicitações de monitor exclusivo em escolas e atendimento psicossocial, foram disponibilizados pela DPDF.

O evento contou ainda com a distribuição de materiais informativos acerca da temática da violência doméstica contra as mulheres pelo o Núcleo Permanente de Mediação e Conciliação (Nupemec) do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), além da prestação de serviços socioassistenciais por meio do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Móvel.

A subdefensora pública-geral Emmanuela Saboya destaca que a parceria com a SES-DF para levar vacinação gratuita a mulheres vulneráveis foi fundamental para a prevenção de diversas doenças infecciosas, garantindo o acesso equitativo à saúde. “A disponibilização dessas vacinas é uma estratégia importante para assegurar que todas as mulheres, independentemente da condição socioeconômica, tenham acesso às medidas preventivas necessárias para proteger sua saúde e a de suas famílias. Além disso, a vacinação em mulheres em situação de vulnerabilidade é crucial para prevenir a transmissão de certas infecções durante a gravidez, protegendo tanto a mãe quanto o bebê”, defendeu.

A cuidadora de crianças Maria Zélia Pereira chegou cedo com a filha em busca de atendimentos de saúde. Moradora do Paranoá Parque, ela conta que aproveitou a 9ª edição do Dia da Mulher para atualizar o cartão de vacinas e aferir a pressão ocular. “É uma oportunidade única para que minha filha e eu possamos ter acesso a diversos serviços gratuitos no mesmo local”, comemorou.

Grávida de oito meses, a moradora do Varjão Priscila dos Anjos Moisés Tavares, de 24 anos, veio em busca dos benefícios do Cras. “Consegui o Prato Cheio, o Bolsa Família e o Auxílio Gás. Na próxima edição, farei o teste de paternidade e, em breve, a inserção do DIU”, agradeceu.

O Dia da Mulher da DPDF ocorre na primeira segunda-feira de cada mês. Caso seja feriado, o evento é realizado no primeiro dia útil subsequente. A ação realizou 4,6 mil atendimentos desde a primeira edição, realizada em maio de 2023. A cada mês, novas parcerias são firmadas com o objetivo de ofertar mais serviços exclusivos para mulheres em situação de risco devido a fatores sociais, econômicos e culturais.

Outros serviços

A 9ª edição do Dia da Mulher também contou com a participação da Secretaria da Mulher do DF (SMDF), que entregou kits e panfletos informativos. O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) distribuiu orientações para o cadastro no Programa Senac de Gratuidade (PSG). A Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab) realizou atendimentos referentes à regularização e à inscrição em programas habitacionais. A Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal (Sejus-DF), por meio da Subsecretaria de Apoio às Vítimas de Violência (Subav), prestou apoio psicossocial às vítimas de violência e seus familiares.

A ação contou ainda com a participação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet), que ofertou serviços ao empregador, como CPS Digital, seguro-desemprego e intermediação de mão de obra, além de disponibilizar o projeto QualificaDF Móvel, que oferta vagas para diversos cursos de qualificação profissional.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) disponibilizou exames de autocoleta de prevenção do câncer do colo do útero, e o Instituto Sabin ofereceu exames laboratoriais. A Secretaria da Pessoa com Deficiência do DF (SEPD-DF) realizou o Cadastro da Pessoa com Deficiência, a Carteira de Identificação para Pessoa com Transtorno do Espectro Autista e prestou orientações sobre o passe livre especial, além de orientações sobre o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) distribuiu água potável durante o evento.

*Com informações da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF)

Por Agência Brasília

Foto: Lucas Felipe/DPDF / Reprodução Agência Brasília