HBDF inicia curso de atendimento a desastres e múltiplas vítimas

Iniciativa da gerência do pronto-socorro visa preparar equipes para estes tipos de eventos; em acidentes de grande proporção, cerca de 10 a 15% das vítimas são consideradas graves, e a sobrevivência depende dos procedimentos realizados corretamente na cena e no hospital

0
18

O Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) iniciou curso de atendimento a desastres e múltiplas vítimas, para elaborar um plano eficaz direcionado a situações críticas. Iniciado nesta semana, o curso será realizado por cinco terças-feiras, com sete módulos, e será ministrado pelo médico emergencista e cirurgião do trauma Rodrigo Caselli.

Experiente em gestão de situações de desastres e múltiplas vítimas, o cirurgião iniciou o curso provocando reflexões sobre o que caracteriza um desastre, uma catástrofe e um acidente com múltiplas vítimas, destacando a complexidade na classificação desses eventos.

Segundo Rodrigo Caselli, em acidentes de grande proporção, cerca de 10 a 15% das vítimas são consideradas graves, e a sobrevivência depende dos procedimentos realizados corretamente na cena e no hospital. Portanto, o preparo das equipes é fundamental para mitigar os danos e trazer ordem ao caos.

“Os conceitos de planejamento e ação em situações de desastre devem ser de domínio de todas as equipes. O objetivo do preparo é mitigar os danos e trazer alguma ordem ao caos. É melhor ter um plano ruim, porém real, do que ter um plano perfeito que ninguém conhece. Somente o treinamento constante traz resultados reais”, enfatizou o cirurgião do trauma, lembrando a importância da preparação mesmo quando não se imagina que algo possa ocorrer.

A iniciativa do curso partiu da gerente do pronto-socorro, Telma Ribeiro, visando garantir cuidados adequados a mais vítimas, racionalizando o uso de recursos e evitando a transferência do caos para dentro do hospital.

A gerente enfatizou a importância da participação de todas as lideranças, pontuando que cada setor deve ter um papel ativo na construção desse plano de atendimento. “A ideia é que cada setor defina seu próprio processo de trabalho integrado ao plano maior, por isso a importância da participação e colaboração de todos”, disse.

O encerramento do curso, agendado para 28 de maio, contará com um simulado no pronto-socorro do HBDF, em alusão à campanha Maio Amarelo, de prevenção para conscientização e redução de mortes por acidentes de trânsito.

*Com informações do IgesDF

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/IgesDF / Reprodução Agência Brasília