GDF recebe autorização para investimentos de US$ 100 milhões em saneamento

Empréstimo do Banco Interamericano de Desenvolvimento à Caesb aprovado pela Câmara Legislativa permitirá melhorias no saneamento do Distrito Federal. Capital tem níveis de universalização previstos no Marco Legal do setor desde 2021

0
16

A Caesb obteve, nesta terça-feira (12), autorização da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) para contratar um empréstimo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) que permitirá executar a segunda edição do Programa de Saneamento Ambiental da companhia. O Governo do Distrito Federal será o garantidor do empréstimo da operação financeira.

“Serão R$ 600 milhões investidos no Distrito Federal. Este programa irá contribuir enormemente para a melhoria da qualidade de vida da população da capital do nosso país, pois permitirá a ampliação e recuperação de nossas estruturas de tratamento e fornecimento de água e de esgotamento sanitário, além da substituição de hidrômetros, e a adoção de medidas para reduzir as perdas d’água da Caesb e do consumo de energia elétrica”, comentou o presidente da Caesb, Luís Antônio Reis.

Dentre as obras a serem executadas nos próximos cinco anos, as principais melhorias incluem obras de modernização das Estações de Tratamento de Água do sistema produtor Descoberto, do sistema produtor Torto/Santa Maria e da adequação da captação do córrego Mestre D’Armas; também estão incluídas obras de ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto Melchior, implantação do sistema de esgoto no Setor Primavera em Taguatinga e implantação e recuperação de interceptores, emissários e redes de coletas de esgoto em diversos pontos do Distrito Federal.

Os expressivos investimentos são necessários para a continuidade da excelência dos serviços prestados pela Caesb e estão alinhados ao Plano Distrital de Saneamento Básico, relacionados à expansão e melhoria dos sistemas e ao controle e redução das perdas de água na distribuição. Estão previstos R$ 2,8 bilhões em investimentos para o período entre 2023-2027.

Atualmente, a Caesb abastece 99% da população do Distrito Federal com água potável de qualidade e coleta 92,31% dos esgotos produzidos pela população, sendo tratados 100% de todos os esgotos coletados. Desses, 87% dos resíduos são tratados a nível terciário, um dos mais elevados em relação às demais unidades da federação.

Desde 2021, o Distrito Federal alcançou os níveis de universalização previstos no Novo Marco Legal do Saneamento Básico referentes aos atendimentos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário. O Marco Legal determina aos prestadores desses serviços que – até 31 de dezembro de 2033 – 99% da população receba água potável e 90% tenham acesso a coleta e tratamento de esgotos.

Por Agência Brasília

Foto: Arquivo/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília