Gasto do Senado com carros pode chegar a R$ 17,6 milhões

A previsão é de que sejam gastos até R$ 587,2 mil por mês com o contrato. Não será necessário que a empresa disponibilize motoristas

0
63

O Senado Federal lançou, nesta semana, um edital para a contratação de empresa para fornecimento de veículos para os 81 senadores e para a direção da Casa. O pregão para apresentação de propostas será aberto no dia 27 deste mês, e a previsão é de que sejam gastos até R$ 17,6 milhões com o aluguel dos veículos.

Vencerá a licitação a empresa que ofertar o menor preço para prestar o serviço, que terá duração de 30 meses. Conforme noticiado pelo g1, a empresa terá que disponibilizar carros com o fornecimento de combustível, serviço de manutenção preventiva e corretiva, lavagem, seguros, taxas e impostos.

A previsão é de que sejam gastos até R$ 587,2 mil por mês com o contrato. Não será necessário que a empresa disponibilize motoristas, já que os gabinetes dos senadores já contam com esses prestadores de serviço.

No edital, a justificativa prevista para a contratação é de “dar continuidade ao transporte de senadores, diretora-geral, secretário-geral da Mesa, presidente do Senado e sua segurança, em deslocamentos no DF e Entorno”, ou seja um raio que fica a até 100 quilômetros da sede do Senado.

Serão 82 veículos:

1 sedã grande blindado (Hyundai Azera ou similar), no custo mensal de até R$ 17,5 mil;

1 sedá grande sem blindagem (Hyundai Azera ou similar), no custo mensal de até R$ 13 mil;

79 sedãs médios (Toyota Corolla, Honda Civic ou similar), no custo mensal de até R$ 534,8 mil;

1 veículo adaptado para pessoa com deficiência (Kia Grand Carnival ou similar), no custo mensal de até R$ 21,9 mil.

Por Camila Bairros do Jornal de Brasília

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado / Reprodução Jornal de Brasília