Paixão de Cristo em Planaltina conta com respaldo da SES-DF

Cerca de 50 profissionais atuarão no evento, que deve reunir cerca de 150 mil pessoas no Morro da Capelinha, em Planaltina

0
35

O público da tradicional encenação da Paixão de Cristo no Morro da Capelinha, em Planaltina, contará com apoio de profissionais da Secretaria de Saúde (SES). Cerca de 50 servidores, como médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, estarão a postos no local para prestar os primeiros-socorros de urgência e emergência. São esperadas 150 mil pessoas nesta Sexta-feira Santa (07/04).

“Estaremos lá para oferecer um pronto-atendimento adequado e resolutivo, evitando aumento da demanda nas portas de hospitais”Joyce Dantas, gerente de Assistência Clínica do Hospital Regional de Planaltina

A região de saúde Norte e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) articularam as ações em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF).

“Estaremos lá para oferecer um pronto-atendimento adequado e resolutivo, evitando aumento da demanda nas portas de hospitais”, esclarece a gerente de Assistência Clínica do Hospital Regional de Planaltina (HRP), Joyce Dantas.

A maior parte das ocorrências, segundo a médica, poderá ser resolvida no próprio local, em uma das duas tendas montadas por meio de uma colaboração entre Samu e Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF). Em casos mais complexos, haverá encaminhamento ao hospital.

Estrutura disponível

Ao todo, o Samu disponibilizará duas ambulâncias, sendo uma de suporte básico e uma de suporte intermediário, além de quatro motolâncias e outros recursos para atendimento de múltiplas vítimas.

O diretor do serviço móvel, Victor Arimatea, explica que o planejamento é elaborado de maneira semelhante a outros grandes eventos da capital, como a posse presidencial ou o desfile de 7 de Setembro, considerando as especificidades de cada um.

O Samu atuará no Morro da Capelinha com 14 profissionais, designados especificamente para o evento. “As escalas dos servidores estão abastecidas para manter a cobertura de toda a população do DF e do público do evento”, assegura o diretor.

Dicas para o público

Para quem pretende acompanhar a programação da Via Sacra, é aconselhável tomar alguns cuidados. Afinal, de acordo com Joyce – que atua no evento religioso desde 2022 –, como o terreno é irregular e a temperatura costuma ser alta, “é possível que ocorram quedas, desmaios por desidratação ou hipoglicemia [baixo índice de glicose no sangue] ou falta de ar, por exemplo”.

Assim, o Samu orienta beber bastante água, fazer refeições leves e não ficar muito tempo sem se alimentar. Também é preferível optar por roupas frescas e sapatos confortáveis, além de utilizar protetor solar, chapéus e bonés em caso de sol, e capa ou guarda-chuva, se chover.

Para ajuda direto no local, procure pelas tendas da SES, bem como pelas equipes do CBMDF ou das forças de segurança. Todos estão orientados quanto aos procedimentos para o pronto-atendimento.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Por Agência Brasília

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília