Limpeza urbana: Aterro Sanitário no DF ganha estrutura ampliada

SLU também aumentou a inclusão das contratações de cooperativas de catadores e aprimorou os contratos de coleta de resíduos

0
22

“Ao longo do último ano, nos dedicamos a elevar o SLU a um patamar de excelência, que refletiu diretamente nos resultados alcançados: fizemos grandes contratações e projetos, como a implantação e operação das terceira e quarta etapas do Aterro Sanitário de Brasília e do projeto de desenvolvimento da Unidade de Recebimento de Entulhos (URE).

Possibilitamos a ampliação da estrutura do Aterro Sanitário com a construção de lagoas, operação das Usinas de Tratamento Biológico, ampliação da operação da atual URE, estudos ambientais, ampliação de Pontos de Entrega Voluntária (PEV), contratação de 400 papa-lixos, tratamento e transporte de chorume, inovador programa Cara Nova de recuperação de áreas de descarte irregular, inclusão das contratações de cooperativas de catadores, com incremento substancial de recursos e as novas bases para um novo chamamento público de cooperativas de catadores.

Além disso, aprimoramos os contratos de coleta de resíduos, instalação de contêineres semienterrados, novos projetos para transbordos, implementação das atividades de constatações de irregularidades em parceria com o DF Legal, dentre várias outras questões relevantes.

Sendo assim, a responsabilidade que recai sobre nós é significativa, pois cada rua, cada praça, cada região administrativa é um reflexo do nosso comprometimento com a cidade que habitamos. A nossa missão vai além da mera limpeza; é um compromisso com a qualidade de vida, com o respeito ao meio ambiente e com a construção de uma comunidade que valoriza o seu espaço comum.”

*Silvio Vieira, diretor-presidente do Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal (SLU-DF)

Por Agência Brasília

Foto: Edmundo Ribeiro/SEL / Reprodução Agência Brasília