Homens envolvidos em violência doméstica participam de projeto de reflexão

Promovido pela Defensoria Pública do DF, grupo destinado ao público masculino terá nove encontros virtuais, às quintas-feiras, até 2 de maio

0
19

A Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) promove a 16ª turma virtual do Projeto RenovAÇÃO Homens. O grupo reflexivo para homens envolvidos em situação de violência doméstica terá nove encontros, às quintas-feiras, do dia 7 deste mês a 2 de maio, das 17h às 19h, pela plataforma online Google Meet. 

Desde 2019, o projeto atendeu mais de 400 homens envolvidos em situação de violência doméstica. Prevista na Lei Maria da Penha para homens autores de violência doméstica, a iniciativa é coordenada e desenvolvida pela Subsecretaria de Atividade Psicossocial (Suap) da DPDF.

O objetivo é possibilitar que homens envolvidos em casos de violência de gênero aprendam a reconhecer, perceber e reestruturar a construção social das masculinidades, promovendo responsabilização e evitando a criminalidade familiar. Pessoas nessa situação são encaminhadas pelos núcleos judiciários com a parceria de cinco circunscrições: Taguatinga, Sobradinho, Riacho Fundo, Recanto das Emas e Santa Maria.

Enfrentamento à violência

“O projeto RenovAÇÃO Homens possibilita a reflexão dos comportamentos violentos em atitudes construtivas, contribuindo para uma sociedade mais segura e igualitária e desempenhando um papel crucial e eficaz para enfrentar a violência contra as mulheres”, resume o defensor público-geral, Celestino Chupel.

Idealizadora do projeto, a psicóloga Roberta de Ávila, subsecretária de Atividade Psicossocial, pontua que o propósito é promover uma consciência de gênero que funcione como fator de proteção para a saúde mental, como novas formas de se relacionar, de pensar e estar no mundo. 

“O programa visa, para além da responsabilização, alcançar uma perspectiva de gênero, constituindo uma importante política afirmativa da Defensoria para o combate e o enfrentamento da violência doméstica e intrafamiliar”, afirma a gestora. “Incluir homens envolvidos em situação de violência doméstica na solução do problema é essencial.”

As inscrições para participar do projeto podem ser feitas neste site

*Com informações da DPDF

Por Correio Braziliense 

Foto: Divulgação Seces / Reprodução Correio Braziliense